Categorias: Gravidez | Cuidados

Saiba os danos que o cigarro causa na gravidez!


Cuidado

Se você está grávida e fuma ou passa boa parte do seu dia perto de pessoas que fumam, pode ter certeza de que seu bebê está sendo bastante prejudicado. Se você fuma e não consegue engravidar, pode apostar que o cigarro é uma das causas – de bastante efeito – nesse seu insucesso.

Um recente estudo, realizado com mais de 22 mil crianças de oito países e divulgado no American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine reafirma o quanto o cigarro pode ser uma ameaça ao bem-estar da mãe, do bebê e, claro, de crianças pequenas. Ainda não está convencida? Então conheça algumas informações importantes do cigarro na sua vida.

1 – Pra começo de conversa, o cigarro já atrapalha uma gestação antes mesmo dela ser iniciada. Além de diminuir a fertilidade, reduzindo a capacidade ovulatória na mulher e diminuindo a qualidade do sêmem no homem fumante, o cigarro ainda interfere nas chances de sucesso em uma reprodução assistida, baixando-as 2,7 vezes. Assustada? Então leia abaixo os outros problemas que esse mal pode trazer para você e para seu bebê.

2 – Abortos espontâneos, mortes fetais e de recém-nascidos – esses são alguns dos problemas mais sérios durante a gestação. Eles atingem um número alto de grávidas – de 40 a 60%(!!) delas.

3 – Ao fumar, a mãe aumenta as chances de nascimentos prematuros ou de bebês abaixo de um peso ideal. “A gestante que fuma apresenta mais complicações durante o parto e tem o dobro de chances de ter um bebê de menor peso e menor comprimento, comparando-se com a grávida que não fuma. Tais agravos são devidos, principalmente, aos efeitos do monóxido de carbono e da nicotina exercidos sobre o feto após a absorção pelo organismo materno”, afirma o Dr. Arnaldo Schizzi Cambiaghi, ginecologista e obstetra especialista em Medicina da Reprodução e diretor do IPGO (Centro de Reprodução Humana do Instituto Paulista de Ginecologia, Obstetrícia e Medicina da Reprodução).

4 – Complicações com a placenta e episódios de hemorragia ocorrem mais freqüentemente quando a mulher grávida fuma. O descolamento prematuro da placenta acontece porque o tabaco fragiliza os vasos sanguíneos, rompendo parcial ou completamente a placenta, o que pode ser fatal para o bebê.

5 – Cerca de 35% dos filhos de mães que fumaram durante a gravidez apresentaram funções pulmonares mais pobres do que os nascidos de mães não-fumantes.

6 – “Um único cigarro fumado por uma gestante é capaz de acelerar, em poucos minutos, os batimentos cardíacos do feto. Isso graças ao efeito da nicotina sobre o seu aparelho cardiovascular. Assim, é fácil imaginar a extensão dos danos causados com o uso regular de cigarros pela gestante”, reitera o Dr. Cambiaghi.

7 – O cigarro con
Outros Destaques
Página 1 de 1
Melhor Visualizado 1024 x 780 © Copyright 2007 - 2010, Portal MS - O Guia Online de Campo Grande e MS
Notícias | Empresas | Classificados | Empregos | Contato